Minha foto
*Luciana Cândido é jornalista,autora deste blog e da coluna que leva o mesmo nome na Revista Acontece Regional, com circulação em Cordeirópolis, Limeira,Iracemapolis e Santa Gertrudes. Ela é casada, mãe e já atuou em veículos de comunicação de Cordeirópolis, Limeira, Araras e Piracicaba.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Vacinação contra Influenza termina nesta sexta-feira


A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza termina nesta sexta-feira, dia 1º de junho.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), a ação é voltada para crianças entre seis meses e menores de dois anos, além de idosos a partir dos 60 anos, gestantes, trabalhadores da saúde - que realizam atendimento em unidades que tratam da Influenza - e povos indígenas.

A única contra-indicação da vacina é para quem tem alergia a ovo e que esteja com febre no momento da vacinação.

Não é necessário o cartão de vacinação e a orientação para os que ainda não foram imunizados, é que procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa.

Vale lembrar que a vacina contra a Influenza não está na rotina dos postos de saúde e a dose é disponibilizada somente no período da campanha.

terça-feira, 15 de maio de 2012

As birras e suas chatices - artigo Revista Acontece Regional

Dia desses li um artigo que falava sobre birras infantis. Interessante, o texto descrevia perfeitamente situações do dia a dia, nas quais eu me via com clara nitidez. Trata-se de um período da vida da criança, onde muitos pais se perguntam:  O que fazer?.
O assunto me chamou tanta atenção que comecei a destacar tudo que achava interessante e um dos trechos que me encantou foi a dica da psicanalista Vera Iaconelli.
Segundo Vera, o primeiro mandamento para lidar com a birra infantil é não se desesperar. Gritar e perder o controle só reforça esse tipo de comportamento da criança, que entende a sua reação como parecida com a dela. Quando o pequeno percebe que conseguiu tirá-la do controle e chamou a sua atenção, desconfia que você acabará cedendo, especialmente se estiverem em público. E, aí, salve-se quem puder.
Outra dica deixada no artigo, é que a teima faz parte do comportamento infantil como uma tentativa da criança demonstrar certa independência e expressar suas vontades. E aparece por volta de 1 ano e meio de idade.
A maneira de lidar com esses conflitos é decisiva. Os pais precisam ser firmes, mesmo que o filho chore e fique com raiva deles. Se cedem a cada vez que ele fica desapontado, acabam criando uma pessoa que não suporta a frustração, tem dificuldades de relacionamento e fica malvista pelos amigos, que muitas vezes se afastam.   
Estudiosos afirmam que  as birras duram aproximadamente até os 5 anos de idade e se encerram a partir do momento em que as crianças iniciam a fase de socialização. “As birras acompanham o desenvolvimento infantil e nesta hora os castigos podem auxiliar nesse processo de disciplina”, falou. “Vale lembrar que antes de tudo é preciso explicar para a criança do porque da medida e nenhum desses corretivos deve ser violento”, acrescentou.
Veja abaixo algumas dicas para evitar as birras.
1)      Por pior que seja o “espetáculo”, não bata em seu filho.
2)      Antes de sair de casa, previna-se dos possíveis contratempos. Se a saída é para um supermercado, explique ao seu filho que ele terá direito a escolher apenas um doce, por exemplo.
3)      Não ceda às manipulações. Mostrar que as birras não dão resultado é um jeito de desestimulá-la a repetir a cena.
4)      Durante uma crise de pirraças, avise seu filho que só falará com ele depois que ele se acalmar.
5)      A bronca deve ser dada na criança após o término da birra. Neste momento você deve explicar a ela o porque da punição.  È importante que ela entenda o que fez de errado e para isso deve estar calma para ouvir o que você diz.
6)      Algumas vezes, por trás da birra existe uma criança com fome, sono ou carente.
Foto: Artigo publicado no mês de maio da Revista Acontece Regional

domingo, 13 de maio de 2012

Mais um Dia das Mães

Esse é o meu terceiro Dia das Mães e cada ano comemorar esse dia é inexplicável!. O primeiro ano eu consegui passar ao lado da MINHA MÃE e dividir com ela a magia da data.

Lembro que a Alice estava com 1 mês de vida, era um domingo chuvoso e como todos os anos, ela preparou uma ma-ra-vi-lho-sa feijoada.

Ao redor da mesa, nos observávamos o rostinho da Alice, ali tão indefesa e curtíamos aquele momento na certeza de que dali em dianta nada seria igual.

O bom de tudo isso é que sempre ficam as lembranças, as fotos...Hoje resolvi postar todos esses momentos para vocês.

Escrevo este texto no fim do dia, mas nunca é tarde para desejar a todas as mães - claro, as que realmente merecem levar esse título - os meus votos de felicidade e saúde para que possamos com sabedoria educar os nossos filhos para o mundo, para a vida e estar assim ajudando na construção de um mundo melhor.

Costumo dizer as minhas amigas que ser filha é ótimo, mas ser MÃE é fantástico. Um beijo meninas!
                                           Maio de 2010
                                              Maio de 2011
                                            Maio de 2012



domingo, 6 de maio de 2012

Alice e o ritmo

Faz tempo que não passo por aqui e tantas coisas aconteceram durante esse período. rs.
A Alice está cada vez mais tagarela e anda falando cada coisa engraçada. Repete tudo o que fazemos e pede sempre para falar com os avôs que moram bem longe...graças a Deus que existe a internet e assim eles podem acompanhar o desenvolvimento dela.
Falando nisso, a semana passada conseguimos filmar a Alice dançando. rs Toda vez que começa a nova novela das 21h, Avenida Brasil, ela corre para sala e mostra todo seu talento. hahah.
Abaixo segue o vídeo. Espero que gostem e se divirtam, como nós nos divertimos aqui em casa. Beijos!
video